Palestra gratuita aborda transtornos de aprendizagem

Postado em: 21/10/2016

Em uma sala de aula, é normal encontrar alunos que aprendem as matérias com mais facilidade, enquanto outros enfrentam maior dificuldade para acompanhar o ritmo dos estudos. Às vezes, os próprios pais e professores conseguem identificar que algo não vai bem. Porém, não temos ferramentas para reconhecer um problema. No Brasil e em outros países em desenvolvimento, pesquisadores estimam que 40% dos alunos nas séries iniciais tenham dificuldades para aprender.

“Aprendizagem é um processo evolutivo e constante, pelo qual o comportamento de um indivíduo se modifica em consequência das experiências. É um processo em que a criança se apropria ativamente do conteúdo das experiências que vivencia, aprendendo através da interação com os outros e com o meio”, salienta a psicóloga infantil do Hospital Nipo-Brasileiro (HNB), Dra. Sophia Teruko So.

(Foto: Serviço Social)

“Quando a criança não consegue atingir um grau de avanço escolar compatível com sua capacidade cognitiva, dizemos que ela está com dificuldade de aprendizagem, referindo-se a um grupo de transtornos que se manifestam por dificuldades significativas na aquisição e uso da recepção, fala, leitura, escrita, raciocínio ou habilidades matemáticas. Podem ocorrer ao longo do ciclo vital, e interferem no pleno desenvolvimento do indivíduo, podendo causar baixa autoestima, ansiedade, frustração e sentimento de incapacidade na criança", complementa a especialista.

Todos esses assuntos foram abordados e compartilhados na palestra do mês de outubro, realizada pelo Serviço Social do HNB.

(Foto: Raissa Lira)

Dra. Sophia Teruko So é Psicóloga infantil do HNB, graduada em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com especialização em Psicopedagogia no Instituto Sedes Sapientiae. Concluiu cursos voltados ao atendimento clínico e infantil (Fundamentos em Psicanálise e sua prática clínica e Winnicott, vida e obra) pelo Instituto Sedes Sapientiae em 2014 e 2015 respectivamente. Atuou em trabalhos e projetos voluntários voltados para o atendimento infanto-juvenil. Psicóloga e Psicopedagoga clínica desde 2010, trabalhando com o desenvolvimento infantil, problemas de aprendizagem e orientação aos pais até o momento.


Compartilhe: