Emoção marca 10ª apresentação do projeto Pipa

Postado em: 23/08/2014

Com lágrimas de emoção nos olhos a plateia aplaudiu de pé a 10ª apresentação artística e esportiva das crianças e adolescentes do Projeto de Integração Pró Autista (Pipa), no dia 23 de agosto, sábado, na sede da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo (Enkyo), localizada na Liberdade.

Em alusão à Copa do Mundo, realizada este ano no Brasil, o espetáculo abordou o tema “Pipa World Cup – A Copa dos Campeões” e foi conferida por mais de 150 espectadores. “Preparem os lenços, pois aqui só temos vitoriosos que irão emocionar vocês”, frisou o gerente do projeto, o psicólogo Ricardo Wazima, que conduziu o evento.

Na cerimônia de abertura o Diretor Presidente da Enkyo, Yoshiharu Kikuchi, relatou orgulhoso que se sente honrado em fazer parte desse projeto, em abrir um novo horizonte aos autistas. Já o representante Sênior no Brasil da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), Hiroaki Endo, parabenizou os profissionais envolvidos pela dedicação com as crianças e jovens.

Para o Cônsul Geral Adjunto do Japão em São Paulo, Hiroaki Sano, que também discursou durante o evento, é preciso expandir o projeto. “Precisamos entender o que é o autismo, disseminar essa questão à comunidade brasileira, essas atividades vão contribuir muito.”

No encerramento, o Diretor Presidente do Pipa, Kenji Inoue, ressaltou que, hoje, o objetivo da Enkyo é expandir cada vez mais essa metodologia, que consagra o Pipa como um dos mais inovadores programas de resgate de cidadania e inserção social do país. “Nosso sistema é muito diferente, mas completo. O projeto é muito importante e necessita de recursos financeiros para que seja expandido e que ajude mais pessoas”, finalizou agradecendo a presença de todos.


INCLUSÃO

“O autismo é apenas uma barreira, perto de tudo que eles podem alcançar”, disse emocionada a orientadora, Renata Abreu, que relatou os trabalhos desenvolvidos no Pipa. “É uma luta diária, muitas barreiras para que as crianças sejam felizes e independentes, e para que haja inclusão social trabalhamos com muito amor e dedicação.”

GRATIDÃO

Representando os pais dos alunos, a mãe Vilma Venâncio Lara, fez um discurso emocionante de como se sente realizada pelas conquistas do filho.  “Eu faço parte de uma grande família, de um projeto que proporciona ao meu filho autista, uma vida como das outras crianças. Ele canta, pratica atividades físicas e estuda. Nem que eu vivesse mil anos eu poderia pagar o que esse projeto fez.”


SUPERAÇÃO

A Deputada Federal pelo PSDB, Mara Gabrilli, que é tetraplégica há 20 anos por conta de uma lesão na medula, foi relatora do projeto de lei que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos das Pessoas com Transtornos do Espectro Autista (Lei nº 12.764/2013) e também fez questão de prestigiar o desempenho das crianças e jovens do Pipa.

“Fico com muita gratidão de saber que existe um projeto como este e de estar aqui hoje prestigiando. Espero que disseminem a excelência desse projeto para outros cantos do país”, disse emocionada a deputada.


TERAPIA DE VIDA DIÁRIA (TVD)

A professora Takako Saegusa, que veio ao Brasil em 2007, com o apoio da Japan International Cooperation Agency (Jica), para implantar no Pipa, a técnica de ensino da Terapia de Vida Diária (TVD), desenvolvida pela Dra. Kiyo Kitahara, explicou como essa técnica é aplicada e aprimorada no projeto.

“A TVD privilegia a atividade coletiva e não utiliza medicamentos, esse programa visa dotar as crianças portadoras do espectro do autismo de uma maior independência e autonomia em sua vida adulta, através de fortalecimento físico, espiritual e desenvolvimento intelectual, num ambiente semelhante ao das crianças com desenvolvimento cognitivo normal”, esclareceu a professora Takako.


Compartilhe: