Ecocardiografia 3D em tempo real no HNB

Postado em: 17/07/2013

O Hospital Nipo-Brasileiro (HNB) agora faz parte de um seleto grupo de hospitais de São Paulo que dispõe da tecnologia 3D para estudo do coração. Acompanhando os avanços tecnológicos, o serviço de Cardiologia do HNB disponibiliza aos clientes aparelho de última geração em Ecocardiografia Tridmensional (VIVID E9 da GE Medical).

Este aparelho top de linha com todos os recursos disponíveis, permite realizar exames de coração mais acurados e detalhados do que os realizados com a tecnologia bidimensional com doppler colorido. A tecnologia 3D exige processadores muito rápidos e sondas especiais para obter imagens nas três dimensões do coração em tempo real (por isso chamada também de 4D).

Diferentemente da Ecocardiografia 2D, na Ecocardiografia 3D as aquisições são volumétricas (imagens tridimensionais) possibilitando a observação das estruturas a partir de qualquer ponto, permitindo analisar todos os planos, fornecendo assim mais detalhes espaciais e estruturais, como também melhores características do fluxo sanguíneo dentro do coração.

Desta forma, facilita e melhora a interpretação das imagens para o diagnóstico das doenças das valvas, a avaliação do tamanho e da contratilidade cardíaca; permitindo um melhor planejamento estratégico nos casos que serão submetidos a cirurgia cardíaca ou a procedimentos de correção através de cateterismo.

A sonda transesofágica 3D disponível neste equipamento, permite realizar Ecocardiograma 3D mediante a introdução da mesma no esôfago, fornecendo imagens mais nítidas e com maior detalhe, além de poder ser usado durante cirurgias cardíacas e outros procedimentos como correção de defeitos congênitos e implante de próteses valvares através de cateteres.

VANTAGENS

De forma simples, as principais vantagens dessa nova tecnologia oferecida pelo Hospital Nipo-Brasileiro, podem ser assim destacadas: Aparelho de Ecocardiografia 3D

  • Rapidez na aquisição das imagens;
  • Observação das estruturas cardíacas a partir de novos planos anatômicos de observação não visualizados pela ecocardiografia 2D convencional;
  • Maior e melhor identificação espacial das estruturas cardíacas;
  • Possibilidade de melhor conhecimento dos mecanismos fisiopatológicos de diversas cardiopatias.
  • Adicionalmente, permite um melhor planejamento em casos que serão submetidos a cirurgia cardíaca ou procedimentos de correção através de cateterismo, além de facilitar a comunicação entre o cardiologista clínico, hemodinamicista e o cirurgião cardíaco.

 

 

 

 

 

* Colaborou Dr. José Victor Kairiyama, médico cardiologista do HNB.


Compartilhe: